setembro 10, 2005

alô alô opportunity

..."o banqueiro Daniel Dantas está convencido de que foram as pressões do governo brasileiro que levaram o Citibank a destituir o Opportunity da gestão dos seus investimentos no Brasil, e a cerrar fileiras com os fundos de pensão. Para ele, toda esta articulação será comprovada no exame de memorandos e outros documentos do Citibank, no processo judicial que opõe o Opportunity e o banco em Nova York. ... Para ele, manipulações da Telemar e da Telecom Italia, interessadas em ganhar o controle da Brasil Telecom, estariam por trás das pressões contra o Opportunity. A mudança de posição do Citibank, desta forma, teria sido o resultado de pressões do governo brasileiro, aliadas ao compromisso de que o banco americano seria bem remunerado ao sair do investimento. Assim, o compromisso de compra pelas fundações da parte do Citi na Brasil Telecom por R$ 1 bilhão seria parte deste acordo. As fundações, porém, sustentam que a operação foi fundamental para evitar as perdas que elas sofreriam caso não se aliassem ao Citibank, e ficassem à mercê das decisões do Opportunity. Alegam ainda que o preço é equivalente ao que a Telecom Italia ofereceu recentemente pela parte do Opportunity".
tem mais
"O depoimento de Daniel Dantas à CPI dos Correios, no dia 21, deverá revelar os detalhes de três encontros em maio de 2003 com o então ministro da Casa Civil, José Dirceu, em Brasília, e um áspero diálogo do banqueiro com o então presidente do Banco do Brasil, Cássio Casseb, na mesma época. Todas as conversas, na versão de Dantas, giraram em torno da disputa pelo controle da Brasil Telecom, a terceira maior operadora de telefonia do País. ... A convocação de Dantas deve-se principalmente a suspeitas de que recursos das operadoras Telemig Celular e Amazônia Celular, que também eram geridas pelo Opportunity, possam ter irrigado o esquema do publicitário Marcos Valério para distribuição do mensalão. As duas empresas de celulares lideram a lista de depositantes de recursos à SMPB, agência de publicidade de Valério." primeira leitura

Nenhum comentário: