setembro 17, 2005

doeu mais que um armário caindo sobre a cabeça ...

Jefferson diz que vai retirar pedido de cassação contra Dirceu "O ex-deputado Roberto Jefferson anunciou que vai retirar o pedido de cassação protocolado pelo PTB no Conselho de Ética contra o seu principal desafeto, o ex-chefe da Casa Civil José Dirceu. 'Cansei. Chega de ódio', afirmou. 'Não quero ser responsável por um processo de cassação igual ao que fui submetido. O nome de Dirceu já está na lista da CPI.' O pedido foi encaminhado pelo presidente em exercício do partido, o empresário Flávio Martinez, quando Jefferson já estava afastado do comando partidário.
mas por outro lado, resolveu escolher novo alvo:
o relator da CPI dos Correios, deputado Osmar Serraglio (PMDB-PR). "Ele vivia de lobby e hoje é o rei da ética", disse, acrescentando que Serraglio cuidava, em Brasília, dos interesses de prefeitos da região oeste do Paraná (PR). "Ele era remunerado com dinheiro público", acusou.
e ainda tem mais:
Roberto Jefferson afirmou que a decisão da CPI dos Correios de não chamar para depor Adhemar Palocci, irmão do ministro da Fazenda, Antonio Palocci, reforça as evidências de que há um acordo entre PT e PSDB para evitar cassações e dar um breque nas investigações sobre corrupção. "O PSDB recuou na convocação do irmão do Palocci. O ministro até ameaçou sair. Eles querem acabar o mais rápido possível com o problema. E, em troca, o nome do senador tucano Eduardo Azeredo não aparece no relatório final da CPI e não há investigação sobre os fundos de pensão, que atingiriam não só petistas, mas tucanos também". primeira leitura

Nenhum comentário: