setembro 13, 2005

dura lex sede lex

A Mesa da Câmara decidiu, por unanimidade, enviar ao Conselho de Ética todos os pareceres das CPIs dos Correios e do Mensalão. Assim que o presidente do Conselho de Ética, deputado Ricardo Izar, receber a representação e abrir os processos para a cassação dos deputados que sacaram dinheiro no esquema do valerioduto ou participaram da organização do mensalão, mais ninguém poderá renunciar ao mandato. ...A Mesa da Câmara decidiu, igualmente por unanimidade, não aceitar nenhum recurso dos deputados - principalmente do PT - que alegavam cerceamento do direito de defesa. O 1º vice-presidente da Câmara, deputado José Thomaz Nonô disse que "ninguém reconhece cerceamento algum, o Conselho de Ética é o lugar onde todos serão ouvidos, todas as testemunhas poderão dar seus depoimentos e todos farão a defesa plena". primeira leitura

Nenhum comentário: