setembro 07, 2005

liberdade, liberdade abre as asas sobre nós

MST recorre à Justiça para tentar libertar José Rainha
Um dos coordenadores nacionais do MST, João Paulo Rodrigues, informou que o movimento entrará nesta quinta com um pedido de liberdade provisória para José Rainha Junior, dirigente da organização, preso na noite de terça no Pontal do Paranapanema, em São Paulo. "Todos sabemos que é um companheiro inocente. E o único crime que ele fez foi lutar pela terra e contra a desigualdade social", disse Rodrigues, que participou da manifestação do Grito dos Excluídos em Brasília. Segundo o diretor do Departamento de Polícia Judiciária do Interior, Dirceu Urdiales, Rainha foi preso por determinação judicial em decorrência da invasão da fazenda Santa Cruz, em junho, e por causa de suas recentes declarações anunciando nova onda de ocupações de terra.
Enquanto isso os 'bacanas' estão soltos...
O grito dos incluídos: impunidade (prá nós) e cadeia (prá eles)!

Nenhum comentário: