setembro 15, 2005

Lula na 60ª Assembléia-Geral da ONU

"Corrupção não é desculpa para deixar combate à pobreza" O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse em Nova York que nem a corrupção nem a instabilidade política podem ser desculpas para que o governo deixe de combater a fome a pobreza. Ao responder a uma pergunta da imprensa brasileira, Lula disse que a corrupção "é um mal no Brasil, é um mal no planeta, em qualquer lugar que tenha um ser vivo". "Entretanto, nem a corrupção nem a instabilidade política podem ser razões para que o Brasil não tenha uma política de combate à fome eficaz, uma política séria", acrescentou o presidente, que definiu a política brasileira contra a pobreza como "extremamente eficaz". ... O presidente fez as declarações durante a apresentação do programa de Ação Contra a Fome e a Pobreza que tem como patrocinadores, além do Brasil, os governos da França, Alemanha, Espanha e Chile, e conta com o apoio de 60 países. O programa estuda mecanismos para a arrecadação de fundos internacionais que financiem programas de combate à pobreza. Os governos dos países patrocinadores estudam a criação de um imposto entre 1 e 2 dólares a ser cobrado sobre passagens aéreas internacionais. Esses fundos também devem ser canalizados para o combate à Aids. BBC Brasil

Nenhum comentário: