setembro 11, 2005

Olho d'água ou Pororoca?

Fonte seria fundos de pensão Operador do mercado financeiro revela esquema usado pelo PT para engordar o caixa 2 do partido.
No centro do escândalo estaria o doleiro carioca Haroldo de Almeida Rego Filho
O ex-ministro Luiz Gushiken teria sido um dos que facilitaram a montagem do esquema para o caixa 2
Em meio ao mar de mentiras em que bóia a política brasileira, um cidadão chamado Alexandre de Athayde Francisco, de 58 anos, resolveu contar a verdade. Operador experiente do mercado financeiro carioca, Athayde afirma conhecer a fonte do caixa 2 do PT. Segundo ele, o empresário Marcos Valério Fernandes de Souza, atual maior vilão nacional, cumpre um papel menor na trama do que lhe é atribuído. O grande escândalo, diz, são os milhões e milhões de reais tirados do patrimônio de oito fundos de pensão – Real Grandeza, Refer, Portus, Prece, Nucleos, Previ, Petros e Funcef – pelo grupo do empresário Haroldo de Almeida Rego Filho, conhecido no ramo pelo apelido de Pororoca. Os milhões serviriam a dois senhores: ao enriquecimento pessoal de uns e ao financiamento eleitoral de outros. jornal estadodeminas

Nenhum comentário: