setembro 05, 2005

somos todos los hermanos

"Impedido pela Justiça de expulsar o ex-tesoureiro Delúbio Soares, o Diretório Nacional do PT derrubou por conta própria, na reunião de sábado, proposta da esquerda para que fossem identificados os dirigentes que montaram com ele um núcleo paralelo de comando do partido, conforme apontou o relatório da Comissão de Ética. O documento, apresentado sábado, atesta que Delúbio não agiu sozinho. O relatório informa que 'foi constituído um núcleo que substituiu as instâncias do partido nas decisões administrativas e financeiras'. Esse núcleo 'manipulou as instâncias do partido para homologar decisões que já tinham sido tomadas paralelamente'. O documento não informa quem fazia parte do núcleo, mas Delúbio teria citado nomes em seu depoimento. A íntegra da oitiva não foi lida na reunião, sábado, nem disponibilizada. 'Apresentei uma proposta para que fossem informados os nomes apresentados por Delúbio, que a comissão revelasse, desses dirigentes, quem foi ouvido ou não e que, afinal, todos fossem ouvidos', disse o secretário de Movimentos Populares do PT, Jorge Almeida, da Ação Popular Socialista. A proposta foi rejeitada por ampla maioria com base no argumento de que o relatório está impugnado pela liminar da juíza Carmen Lúcia Silva, da 23.ª Vara Cível de São Paulo. 'Vou continuar cobrando que a comissão e o PT mostrem, de fato, quem agiu com Delúbio', afirmou Almeida". www.primeiraleitura.com.br

Nenhum comentário: