abril 29, 2006

A face oculta da Previdência

"Alegam muitos analistas do déficit que a União não pode continuar a cobri-lo - mas sem examinar o quadro de renúncia previdenciária e fiscal, sem se deter na sonegação, sem dar igual tratamento a "pacotes" que beneficiam outros setores (vide, por exemplo, o recente "pacote" de mais de R$ 16 bilhões que socorreu o agronegócio). Alegam também que a crise do sistema previdenciário é universal, principalmente porque a esperança de vida cresceu muito em toda parte e os beneficiários recebem durante muito mais tempo, invalidando os cálculos feitos na época da instituição do sistema. Talvez acabem exigindo o fim do sistema. Ou a obrigatoriedade de morrer mais cedo." (Washington Novaes)

Luiz Weis em Verbo Solto

abril 23, 2006

"O MUNDO "NÃO PODE ATENDER À PROCURA DE PETRÓLEO"

Christophe de Margerie, um dos principais responsáveis da Total – a quinta maior empresa de petróleo do mundo –, reconheceu publicamente que não é possível produzir petróleo suficiente para atender às projeções de procura da próxima década. As suas declarações foram publicadas na edição de 8 de Abril do jornal londrino The Times.

Aquele alto responsável francês afirmou que "números como 120 milhões de barris por dia jamais serão alcançados" e criticou a Agência Internacional de Energia da OCDE por prever uma procura de 121 milhões b/d em 2030. Além disso, considerou que o mundo enfrenta não só um problema de reservas como também de capacidade de extração.

Estas declarações do administrador da Total somam-se a declarações anteriores de responsáveis da Chevron e da Repsol reconhecendo explicitamente a existência do pico petrolífero de produção. Há poucos dias, também o US Army Corps of Engineering reconheceu a existência do pico petrolífero. Só a União Europeia (e o governo português) é que ainda não acordaram.

e viva a PETROBRAS

ARMAS NUCLEARES CONTRA O IRÃ

Treze dos mais eminentes físicos dos EUA escreveram dia 17 ao presidente Bush a fim de declarar que os planos para utilizar armas nucleares contra o Irã são "gravemente irresponsáveis" e a advertir que tais ações teriam "consequências desastrosas para a segurança dos Estados Unidos e do mundo".

Entre os signatários estão cinco laureados com o PrÊmio Nobel, um premiado com a National Medal of Science e três antigos presidentes da American Physical Society, a mais prestigiada sociedade de físicos dos EUA.

O Pentágono e a Casa Branca não confirmaram nem desmentiram a utilização de armas nucleares contra o Irã, anunciada em vários jornais americanos.

Clique aqui para conhecer a carta

BOMBAS NUCLEARES

Clique aqui para assistir à simulação, feita pela Union of Concerned Scientists, das conseqüências de um ataque ao Irã com bombas nucleares anti-bunker .

fonte

Ahmed Ben Bella:

"aujourd’hui, c’est le fondamentalisme évangélique qui exporte la violence" leia em

Porque amo la vida, no consumo Coca-cola

Muchos estudiantes consumimos refrescos de cola en la universidad. Si, ya, yaaa ... sabemos que no quita la sed y que no es sano: vale. Pero es un chute de cafeína imprescindible para soportar a ciertos profesores. No digamos ya para ser capaz de escribir algo en el examen tras pasar la noche ante criptográficos apuntes.

También a muchos nos repatea tener que comprar obligatoriamente productos de la transnacional Coca-Cola, mundialmente famosa por sus “criterios éticos de producción”.

¿Es que no hay alternativas? ¿Es necesario financiar la explotación infantil, el asesinato de sindicalistas y la destrucción medioambiental para beber un refresco en la universidad?

Veamos 18 RAZONES para no dar tu dinero a The Coca-Cola Company
Rechazar la Coca-Cola es apostar por un mundo mejor y por la vida.

abril 22, 2006

"Não almejo despertar convicção. Almejo estimular o pensamento e perturbar preconceitos".

Sigmund Freud, em abril de 1931

150 anos de Freud

Comemorações em todos os continentes celebram em incontáveis eventos os 150 anos de nascimento do pai da psicanálise. Nascido a 6 de maio de 1856, o "pensador do século 20" continua sendo uma das importantes referências nas Ciências Humanas em todo o mundo. Não em vão a herança freudiana é hoje vista como peça de museu. Porém, jamais como arquivo morto.

...

Para evitar que as teorias de Freud venham lentamente a se esmaecer, são bem-vindas as comemorações que lembram os 150 anos de seu nascimento. Afinal, como assinala o pensador palestino-americano Edward W. Said no ensaio Freud e os não-europeus (Boitempo Editorial):

"Freud, no sentido filosófico, foi um inversor e remapeador de geografias e genealogias aceitas ou estabelecidas. Ele assim se presta de maneira especial a releituras em contextos diferentes, já que seu trabalho é, todo ele, sobre como a história da vida se presta, pela memória, pesquisa e reflexão, a uma estruturação e reestruturação sem fim, tanto no sentido individual como coletivo".

abril 21, 2006

BÉLGICA AUTORIZA ADOÇÃO DE CRIANÇAS POR CASAIS HOMOSSEXUAIS

O Senado belga aprovou nesta quinta-feira um projeto de lei que autoriza a adoção de crianças por casais homossexuais, com o que a Bélgica se torna o sexto país do mundo a legalizar a polêmica questão. ... Os defensores da lei de adoção afirmam que muitos casais homossexuais já criavam crianças no país, mas que estas crianças não eram protegidas por lei, sobretudo em casos de separação ou quando um dos pais morria. "Este projeto de lei significa que as crianças poderão gozar de um estatuto genuíno, o que é essencial para seu desenvolvimento. Sua situação deixou de ser uma situação vergonhosa", disse ao Senado a ministra da Justiça, Laurette Onkelinx.

abril 18, 2006

e por quê não?

ESTATAL PARA BIODIESEL

O senador Alberto Silva (PMDB-PI) propôs ao governo federal, na semana passada, a criação da Empresa Brasileira de Biocombustíveis (EBBC), para produzir derivados de óleos vegetais como o biodiesel. Em 10 anos, de acordo com o senador, o Brasil poderia produzir seis milhões de barris desse óleo combustível por dia, o equivalente à produção atual de petróleo da Arábia Saudita.

Somente a demanda de óleo da China e Japão, segundo Alberto Silva, seria suficiente para garantir a plantação de 40 milhões de hectares de terras com dendê para produção de biodiesel. Com um hectare de dendê pode-se produzir oito mil litros de óleo, informou o senador.

Ainda de acordo com Alberto Silva, o Brasil produz hoje 14 bilhões de litros de álcool por ano e poderá produzir 20 bilhões nos próximos cinco anos e 30 bilhões em dez anos. Por ser renovável, lembrou o senador, o óleo vegetal será o combustível do futuro.

A EBBC, a seu ver, poderá vir a substituir a Petrobras, pois o petróleo que existe hoje –como observou –será consumido nos pr óximos 30 anos.