junho 30, 2006

dieta equilibrada: mais sal no chuchu

Pesquisa eleitoral DataFolha mostrou um avanço de 7% do candidato da coligação PSDB/PFL, Geraldo Alckmin, que chegou aos 29% na disputa pela presidência da República. Mas, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, candidato a reeleição pelo PT, permanece na dianteira com 46% das preferências. Lula subiu 1% na pesquisa em relação a anterior.

Pesquisa Vox Populi indica que caiu pela metade a vantagem do presidente Luiz Inácio Lula da Silva sobre o pré-candidato do PSDB à Presidência, Geraldo Alckmin.

Lula aparece com 45% das intenções de voto, 4 pontos menos do que na última pesquisa do instituto, apresentada há três semanas. O ex-governador subiu de 23% para 32%. A vantagem caiu de 26 para 13 pontos porcentuais.

Palavra de Genro, ministro das Relações Institucionais: “Na minha opinião, essa pesquisa coloca a realidade da disputa. Ela é uma pesquisa que foi feita depois de um bombardeio dos programas do PFL e PSDB em inserção de radio e televisão”, disse. E completou: “Eu acho que é muito bom para nós. Eu digo para quem apóia a reeleição do presidente porque salto alto faz muito mal em reeleição”. portal uai

foto

ficção e realidade

“Belíssima, enfim, reforça as fantasias que habitam os porões, às vezes seculares, do preconceito. Disfarça, com tiradas de pretenso humor e escorada na popularidade de um punhado de grandes atores, os estereótipos com que trata os tipos que representam minorias étnicas, nacionais e regionais. O que aconteceria, por exemplo, se um novelista mexicano criasse um personagem brasileiro sambista-craque de bola-apreciador de caipirinha? Ficaríamos satisfeitos? Nos identificaríamos com essa patacoada?
Somos mais complexos. Não precisamos do olhar reducionista do plim-plim”.

Jacques Gruman BELÍSSIMA FURADÍSSIMA - Coleção grotesca de clichês belicosos

queimou...

A derrota do ex-presidente Itamar Franco na convenção estadual do PMDB, realizada quinta-feira, tirou a possibilidade de o PSDB fazer a coligação com o partido e abriu a vaga ao Senado, que estava reservada a ele, para os aliados tucanos. portal uai

custou...

De repente, os políticos enxergam as domésticas

“Nada parece tão impossível entre nós quanto a perspectiva de tornar visíveis esses seres invisíveis que perambulam pelas residências brasileiras. Em silêncio, elas cozinham, lavam, passam e criam os filhos das famílias bem-postas. Merecem mais do que o FGTS. Merecem respeito”. josiasdesouza

México: nem tudo é Copa do Mundo

O México vai virar à esquerda, como tantos países latino-americanos, ou continuará à direita, na sombra dos Estados Unidos? A essa questão respondem, no próximo domingo, os 71 milhões de eleitores que vão escolher o próximo Presidente, após uma campanha violenta. O conservador Calderón tentou, por todos os meios, desacreditar López Obrador, candidato de esquerda que lidera as sondagens.

***

Andrés Manuel López Obrador lidera as sondagens para as presidenciais mexicanas de 2 de Julho. O candidato de esquerda, conhecido pela sigla AMLO, é considerado populista pelos críticos e popular pelos seus defensores. Caberá aos 71 milhões de eleitores escolher entre Obrador e o conservador Felipe Calderón, que tem conduzido uma campanha de medo contra o adversário. O vencedor terá de enfrentar os problemas graves de sempre: emigração, fome, pobreza e corrupção. Eleições no México

bom exemplo

Ibarretxe pide a los jueces que abandonen los "impulsos políticos"

El lehendakari, Juan José Ibarretxe, aseguró que el anuncio del presidente del Gobierno, José Luis Rodríguez Zapatero, sobre el inicio del diálogo con ETA permitirá reclamar a la Justicia que cumpla "la legalidad" y abandone "impulsos políticos".

noticias ya

Timor Leste

A ONU vai apurar a responsabilidade pelos crimes e violações dos direitos humanos cometidos

O Secretário-Geral das Nações Unidas, Kofi Annan, nomeou o brasileiro Sérgio Pinheiro para liderar a Comissão Especial Independente para Timor-Leste, que vai apurar as responsabilidades pelos incidentes violentos ocorridos no país em Abril e Maio, que culminaram na actual crise política vivida no território.

Para determinar responsabilidade de crimes - ONU nomeia comissão para Timor

Foto Reuters

correio da manhã

Timor Leste: entenda

Opinião Internacional

UMA rebelião de dois meses levada a cabo por oficiais do exército demitidos e desertores da polícia em Timor-leste, um dos mais recentes e mais pobres países do mundo, teve como consequência o desembarque na sua capital Dili de uma «força de manutenção da paz» liderada pelos australianos, e uma pressão para uma «mudança de regime» com a ajuda dos meios de informação.

Leia em: Kalinga Seneviratne Timor-Leste: Austrália pacificadora ou predadora de petróleo?

Bush, transgressor en Guantánamo: Suprema Corte

WASHINGTON - A Suprema Corte dos Estados Unidos julgou ontem que o presidente George W. Bush abusou de sua autoridade ao ordenar o julgamento de detentos de Guantánamo em tribunais militares. A decisão, um revés para a administração e suas agressivas políticas antiterror, foi proferida pelo juiz John Paul Stevens, para quem a utilização de tribunais militares é ilegal sob as leis norte-americanas e a Convenção de Genebra.

... A sentença não faz referências a um possível fechamento de Guantánamo. "O julgamento em tribunais militares levanta grandes preocupações sobre a separação dos poderes", escreveu Kennedy na justificativa de seu voto, referindo-se a separação entre o Legislativo, o Executivo e o Judiciário dos Estados Unidos.

A prisão da Baía de Guantánamo, montada meses depois dos atentados de 11 de setembro de 2001 nos EUA e serviu inicialmente para abrigar combatentes capturados na guerra do Afeganistão. Em novembro de 2002, havia mais de 600 detidos no local. Desde então, 260 foram ou libertados ou entregues a seus governos. Atualmente existem 490 detidos de cerca de 40 países em Guantánamo, incluindo supostos terroristas capturados na Europa Oriental e África. Os presos não foram formalmente acusados. Suprema Corte denuncia que Bush abusou de autoridade

Copa-Cozinha do Mundo 2006

Israel bombardeia sede de ministério palestino

Apesar do adiamento de uma ofensiva militar por terra prevista para ontem no norte da Faixa de Gaza, Israel manteve a pressão sobre o Hamas, bombardeando mais de dez alvos do grupo na região no início desta madrugada. Helicópteros dispararam mísseis contra a sede do Ministério do Interior, causando graves danos materiais ao edifício. A aviação atacou ainda escritórios do Hamas e da facção Fatah, uma suposta oficina de fabricação de armas e um campo de treinamento militar. ultimo segundo

junho 29, 2006

Timor Leste

... Para que se saiba!

Pois é meus amigos, ainda "há mais vida" para além do Mundial de futebol, ainda há Timor...

As coisas vão-se esclarecendo:

1 - Uma linha de força é dizerem mal do Alkatiri. Mesmo entre os jornalistas com mais pruridos, fica bem dizer que no mínimo Alkatiri não teve jeito, não soube lidar com a situação e não tem apoio popular... Pois bem, de uma forma directa: Alkatiri é culpado de ter negociado as questões do petróleo sem corrupção, sem tirar nenhum proveito pessoal, apenas a pensar no seu povo. É culpado de ter defendido o mar de Timor e o governo da Austrália não gostou. É culpado de ter feito um concurso público para a concessão das explorações petrolíferas (que foi elogiado pelo Banco Mundial... pasme-se!) mas esse concurso não atribuiu nenhuma concessão Às companhias petrolíferas australianas e estas não gostaram... Em 2005, durante semanas houve manifestações organizadas pelos católicos, com apoio do bispo de Dili, contra o Alkatiri, foram no máximo 5.000 pessoas. Nessa altura também se disse "Abaixo Alkatiri" e também se perguntou onde estava o apoio ao Governo e à Fretilin e ao Alkatiri. Quando acabaram essas manifestações realizou-se um comício da Fretilin (em 20 De Maio de 2005 - há fotos) de apoio ao Governo e a Alkatiri. QUANTOS ERAM? 40.000. Porque não foi mais cedo? para evitar confrontos...

2 - a segunda questão é que a Austrália se assume como força ocupante! Não é novo, já o fez no passado nas Ilhas Fidji e há bem pouco tempo Nas Ilhas Salomão, mas está lá tão longe da Europa que nem reparamos e as notícias dão o que dão... por exemplo ainda alguém se lembra da intervenção americana em Granada e alguém ouviu falar em eleições depois disso? A Austrália sempre apoiou a ocupação pela Indonésia com a Indonésia discutia a partilha do petróleo até... que tudo mudou... A Austrália quer decidir o futuro de Timor, substituir o Governo e o Parlamento, suspender parte da Constituição, liderar todas as forças militares dos diversos países que aí se encontram... Já se sabe que as tropas Australianas protegem os chamados rebeldes... Já se sabe que as tropas Australianas queriam pôr em respeitinho a GNR De Portugal... Já se sabe que agora as tropas australianas invadiram uma casa onde estavam médicos... cubanos... Já se sabe que querem um outro tipo de leis em Timor... A Austrália, mais a Inglaterra e os Estados Unidos têm um tipo de justiça diferente do Resto do mundo (os juristas que expliquem), não têm o direito romano... e Timor seguiu os critérios da justiça internacional, fez a sua constituição, está a fazer os seus códigos, civil, penal, etc...mas não é à moda da Austrália, também por isso (mas não só) o governo australiano quer "substituir o aparelho judicial em Timor", os tribunais em Timor e juristas (que por acaso até estão lá em missão da ONU e são portugueses e brasileiros...e etc.)... O Tribunal de Recurso e os outros Tribunais de Timor foram destruídos e vandalizados, o que não foi furtado foi destruído! E por exemplo foram roubados os PROCESSOS DOS CRIMES DE 1999 que ocorreram após o referendo! e a tropa australiana deixou ocorrer esse saque e destruição... porquê? adivinhem! Acho que a questão essencial que agora se decide é se as tropas internacionais vão ficar sob a direcção da ONU ou sob a direcção da tropa que já está no terreno, isto é Austrália - há uma grande diferença e uma profunda influência quanto ao futuro...

Antes de terminar quero ainda referir duas notas:

- o profundo apreço pelos portugueses que estão em Timor e que nenhum saiu voluntariamente! Mas queriam que saíssem, reparem que logo nos primeiros incidentes os Estados Unidos fizeram deslocar um avião para retirar os americanos e ofereceram lugares à embaixada portuguesa para saírem portugueses...depois eram as imagens dos australianos a sair... e os portugueses aguentaram bem. Parabéns para o pessoal que está por lá!

- os jornalistas estão a baralhar muitas notícias, por exemplo dizia o Público que alguns rebeldes tinham ocupado a fazenda Algarve "de Mário Carrascalão", bem a fazenda é do João Carrascalão ( a quem foi Assassinado um filho em 1999 e está enterrado nessa herdade), o seu irmão Mário foi o último Governador pelos Indonésios, e os dois irmãos nem se falavam por esse motivo. Será por acaso essa confusão entre Mário e João? O João não é Fretilin mas tem cooperado com o Governo, por exemplo foi nomeado Presidente do Comité Olímpico de Timor...

O texto vai longo, acho que vale a pena continuar a esclarecer e a denunciar o que se passa em Timor, se acharem que o texto vale alguma coisa, divulguem por favor

fonte

sem espetáculo

BRASÍLIA - Nenhum dos parlamentares denunciados pela Procuradoria Geral da República (PGR) ao Supremo Tribunal Federal (STF) por envolvimento com a máfia das ambulâncias será ouvido pela CPI dos Sanguessugas. A informação é do presidente da CPI, deputado Antonio Carlos Biscaia (PT-RJ), ao argumentar ontem que o tempo de trabalho da comissão é exíguo - são 60 dias, no máximo - e será apresentado relatório parcial com o resultado preliminar das investigações da comissão de inquérito. A Procuradoria já pediu ao Supremo o indiciamento de 15 parlamentares e, nos próximos dias, pretende solicitar de mais 30 ou 32 congressistas.

... "Cerca de 45 parlamentares deverão ser denunciados ao Supremo. Esses inquéritos estão sob sigilo de Justiça. Uma vez identificados esses parlamentares, vamos dar um prazo para que eles apresentem suas defesas", disse. As investigações da comissão de inquérito serão baseadas nas apurações e documentos da Polícia Federal e do Ministério Público sobre o esquema de compra superfaturada de ambulâncias com recursos do Orçamento da União.

... A comissão aprovou ainda as convocações de Maria da Penha Linho, apontada como o braço da quadrilha no Ministério da Saúde; do empresário Darci José Vedoin, sócio da empresa Planam; do filho dele, Luiz Antonio Trevisan, e o advogado da empresa, Luiz Aires Cirineu. Todos já foram ouvidos pela Polícia Federal.

...A Comissão quer que a corregedoria envie os dados sigilosos sobre o suposto envolvimento de deputados encaminhados à Câmara pela Justiça Federal de Mato Grosso. "A dificuldade desta CPI é quebrar o corporativismo da Câmara. É preciso saber quem está aqui para investigar e quem está aqui para ser cúmplice", reclamou o deputado Fernando Gabeira (PV-RJ), ao defender a transferência imediata dos documentos.

'CPI dos Sanguessugas não vai ouvir deputados'

Ufa! Prevaleceu o bom senso!

junho 28, 2006

Plataformas

Quando a Copa do Mundo acabar, o Brasil estará à beira da eleição presidencial – restando três meses para o primeiro turno. Está mais do que na hora, portanto, de as duas principais candidaturas, do presidente Lula e do ex-governador Geraldo Alckmin, dizerem ao país o que querem fazer dele nos próximos quatro anos.

PT e PSDB já têm documentos preliminares com suas propostas de governo. NoMínimo leu as duas, e pode garantir que, se depender do que está escrito ali, o Brasil vai tirar quatro anos de férias.

Os dois documentos são coalhados desses conceitos verborrágicos e inúteis que fazem a festa dos “papers” de certa burocracia acadêmico-partidária-governamental. Uma burocracia que adora “implementar”, “capacitar” e “empregar esforços no sentido de” alguma coisa. Só não gosta de lidar com objetivos palpáveis.

... Mesmo assim, em meio ao lixo intelectual, distinguem-se alguns compromissos de governo importantes. O principal está nas diretrizes do PT, por ser o partido que governa e é favorito a continuar governando. E por ser algo que mexe profundamente com a vida brasileira. Diferentemente do discurso moderado que vem sendo adotado por Lula e outras autoridades governamentais, o projeto do PT é, ao menos preliminarmente, dar uma guinada na política econômica herdada do governo Fernando Henrique e continuada por Antônio Palocci.

Talvez seja, enfim, o tal “cavalo-de-pau” a que uma vez se referiu o então ministro José Dirceu.

... A plataforma do PSDB para um governo Alckmin também é um documento excessivamente ideológico, repleto de ataques políticos ao PT – o que, por si, já suscita dúvidas sobre o quanto dali é informação e análise, e o quanto é auto-propaganda. Para se ter uma idéia, em dado momento “governo lula” é escrito assim, em letra minúscula.

Um documento que deveria ser propositivo usa boa parte de seu conteúdo para panfletar contra os atuais ocupantes do poder. Chega a dizer coisas vagas como “os erros dos que nos sucederam põem em xeque a própria esperança em dias melhores”, e faz afirmações tendenciosas, como “o desemprego aberto continua acima de 10%” – quando se sabe que no governo Lula o desemprego se reduziu ligeiramente.

O ponto mais consistente do programa tucano é o que se refere ao plano de Alckmin de efetuar um arrocho fiscal na máquina pública. Nesse caso, aí sim, há uma crítica equilibrada ao inchaço da administração estatal pelo governo atual, e são propostas algumas medidas concretas para reverter a situação. Guilherme Fiuza in 'O país do futuro duvidoso'

©

co-co-ri-cós

... Para o eleitor, importa menos saber quem fez mais, em oito ou em três anos e meio. Queremos ouvir o que farão nos próximos quatro anos. E detalhadamente.

Em termos de reaparelhamento dos portos e da malha rodoviária, por exemplo. De ocupação da Amazônia. De ampliação da produção agrícola. De habitação popular, para reduzir o vergonhoso número de 55 milhões de brasileiros morando em favelas. De combate ao narcotráfico, ao contrabando e ao crime organizado.

Na República Velha, os escolhidos limitavam-se a anunciar sua "plataforma", em banquete no Automóvel Clube. Por incrível que pareça, faziam mais do que os de hoje. Diziam a que vinham. E costumavam cumprir o que prometiam. Nenhum falava de galinhas cacarejando e de ovos sendo chocados. Seria um escândalo, se falassem. É triste lembrar exemplos do tempo em que as eleições eram fraudadas, mas os governos, voltados para o futuro... Carlos Chagas 'As galinhas da República Velha'

O desastre anunciado II

... "A agonia que a Varig mostra ao mundo nos principais aeroportos do Brasil, da Europa e da América do Norte e do Sul representa o fim de uma era. A 'pioneira' morre devorada pelo anacronismo e pela certeza de que isso jamais lhe aconteceria". Nunzio Briguglio Realidade matou a Varig

de olho na TV

TV DIGITAL - Escolhido o padrão japonês. E agora?

... É um padrão que, embora seja o menos testado de todos, permite extraordinária mobilidade, portabilidade e robustez. Com ele, sinais de televisão poderão ser transmitidos diretamente para receptores móveis (aparelhos celulares, por exemplo) sem a necessidade de linhas telefônicas.

A opção pelo padrão japonês, contudo, não encerra a questão. Ela não define o modelo de negócios que será adotado pela TV digital terrestre no país. Não determina, por exemplo, se o espectro será utilizado exclusivamente para transmissões em HDTV com pouca capacidade interativa, ou se os 6 MHz de que dispõem as emissoras poderá ser utilizado para multiprogramação – vários sinais na mesma faixa de freqüência, que poderão ser operados pela mesma emissora ou por outros programadores.

Não fecha a questão tampouco em relação à existência ou não de operadores de sistemas, que montariam uma estrutura única a ser compartilhada por todas as emissoras. Uma parte da questão digital está definida. Outras estão ainda em início de discussão.

... Se a opção for pelo HDTV pleno, o país entrará imediatamente na era da TV aberta com qualidade de imagem seis vezes superior à que existe atualmente (na verdade, as transmissões analógicas atuais conviverão com as digitais por cerca de 10 anos, até que sejam desligadas). Mas, não havendo aumento no número de emissoras, vamos ter que admitir que pouca coisa mudará em relação ao conteúdo hoje existente.

Essa é a má notícia. Tudo resvala para a qualidade do conteúdo e isto se tornou um perverso dogma no país.

... O debate digital não se esgota com a opção pelo padrão japonês. Pode-se dizer que é ali que ele se inicia. Já sabemos que tipo de transmissores e de televisores serão fabricados, resta saber agora o que passará por eles.

... Durante o período de construção da TV digital no país podemos aceitar tudo, menos que ela reproduza os erros acumulados nos últimos 50 anos. Pode-se retardar a tecnologia por algum tempo. Mas não podemos deixar de discutir agora o que poderemos fazer para tornar nossa televisão mais atualizada, mais competitiva, mais diversificada. Mais relevante, enfim, para o negócio televisão e para a sociedade brasileira.

Isso passa pela construção e organização de uma nova programação. Isso passa por uma forma mais generosa e inteligente de se olhar para o potencial da televisão – em todos os sentidos, inclusive os culturais e comerciais.

A indústria já sabe que tipo de equipamento vai produzir. Dentro de seis meses, os brasileiros estarão defronte à extraordinária imagem em alta-definição que a televisão será capaz de transmitir. Poderá ver imagens de TV nos seus aparelhos celulares e também quando estiver se deslocando em ônibus e trens. Isso é ótimo.

Temos que correr para não transformar essa evolução no tenebroso símbolo de nosso desprezo pelo veículo. Temos que aproveitar o momento da implantação da TV digital para entender que a televisão hoje oferecida à sociedade brasileira não faz jus à grandeza do veículo. Temos que ficar defronte, e sobretudo, à extraordinária televisão que o brasileiro também pode ser capaz de produzir.

Nelson Hoineff

de olho em 2010

A três dias do fim do prazo para a escolha dos candidatos às eleições de outubro, o nome do vice na chapa do PSDB continua um mistério. O governador Aécio Neves (PSDB) tem um leque de opções e deve fazer a indicação de olho no cenário eleitoral de 2010. Com as pesquisas eleitorais mostrando que ele tem aproximadamente 70% das intenções de voto, o governador não quer correr o risco de ter como vice alguém que possa prejudicar seu provável lançamento à Presidência da República no início de 2010, quando terá que se desincompatibilizar, entregando o governo de Minas ao vice por nove meses.

... A escolha de quem será o vice é o segundo passo nas articulações do governador para que possa ter em Minas, o segundo maior colégio eleitoral do país, uma campanha à presidência sem percalços. O primeiro passo são as articulações para que os partidos aliados elejam o maior número possível de deputados federais. Na convenção do PTB, PP e PFL, na semana passada, Aécio garantiu presença em todo o interior pedindo votos para candidatos dos três partidos. O retorno viria com o apoio ao seu nome em 2010. Desta forma, as tormentas que o governador poderá enfrentar na possível disputa pela presidência, teriam que ser formadas em outros estados.

junho 27, 2006

leitura labial

fantástico!

OK, você venceu...

lição das coisas

“O mal da grande imprensa está menos no eventual adernamento ideológico dos chefes (ou dos donos dos jornais e revistas) do que no dos jornalistas”.
+ “Os barões da imprensa brasileira não escrevem nos seus veículos. Os colunistas, sim”.

Reinaldo Azevedo em entrevista a Luiz Antonio Magalhães

observatório da imprensa

enfim, uma boa notícia:

Preso pode utilizar estudo para reduzir pena, decide STJ

CONSULTOR JURÍDICO: Presidiários podem utilizar o estudo para conseguir redução de pena. A decisão é da 6ª Turma do Superior Tribunal de Justiça, que analisou pedido de Habeas Corpus ajuizado por Givanildo da Silva Ferreira, preso na Penitenciária de São Vicente, São Paulo.

De acordo com o relator do processo, ministro Nilson Naves, as penas devem visar à reeducação do condenado. "A história da humanidade teve, tem e terá compromisso com a reeducação e com a reinserção social do condenado. Se fosse doutro modo, a pena estatal estaria fadada ao insucesso", conclui o ministro. ultimo segundo

O desastre anunciado

"Como ainda tenho esperança de que a Varig, uma empresa aérea de 80 anos que atravessou tantas tempestades, supere esse turbilhão letal, gostaria de convidar você para uma reflexão conjunta. Acredito piamente que esse exercício será positivo. Com certeza não chegará aos que, podendo intervir, se revelaram pusilânimes por incompetência, por miopia ou por compromissos escondidos por baixo do pano". Para entender o "inferno astral" da Varig Pedro Porfírio

Tribuna da Imprensa

será hoje!

esGana-me!

de volta

Após dias na Cidade que já foi Maravilhosa para acompanhar filho hospitalizado retorno ao meu passatempo favorito 'Blogar'.
Gostaria de descrever a 'odisséia' que foi hospitalização x equipe médica x anestesista x clínica x plano de saúde x pós-operatório, mas prefiro resumir: Máfia Branca! Bem feito para mim, como classe média, ao preferir comprar a ilusão dos planos de saúde em vez de comprar a briga com o Estado e exigir o atendimento público. Eu mereço!

junho 21, 2006

'e o tal de mundo não se acabou'

CPI dos Bingos: oposição finge que ganhou, governo finge que perdeu

O relatório final da Comissão Parlamentar de Inquérito dos Bingos, conhecida como CPI do Fim do Mundo, foi aprovado por 12 votos a 2 sem as alterações que dividiam a base governista e a oposição. Os parlamentares governistas fizeram as contas e, sem garantia de maioria, orientaram a base a votar a favor do relatório de Garibaldi Alves que, apesar de politicamente manipulado, não traz grandes problemas para a imagem do governo Lula. Restou à oposição fingir que ganhou a parada. vermelho

TSE: quem precisa de oposição?

O Tribunal Superior Eleitoral decidiu que é proibido aumento salarial do funcionalismo 180 dias antes das eleições, até a posse dos eleitos.

A decisão derivou da Consulta 1.229, apresentada pelo deputado Átila Lins (PMDB-AM) e reafirma as normas já fixadas pelo Tribunal nas Resoluções 22.124 e 22.155, relativas às eleições, e teve voto favorável de seis dos sete ministros do TSE, vencido o ministro relator, Gerardo Grossi, para quem a data da vedação deveria ser o dia 10 de junho, início da temporada das convenções em que são escolhidos os candidatos.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva publicou, no dia 30 de maio, no 'Diário Oficial' da União a Medida Provisória 295, que reestruturou e concedeu gratificação para seis carreiras do funcionalismo público federal. Em seguida outras MPs foram editadas no mesmo sentido.

Pronunciado o voto do relator, o presidente do TSE, ministro Marco Aurélio, abriu divergência ... considerou que a manutenção da data cogitada pelo relator (10 de junho) causaria desequilíbrio à disputa. Para o ministro-presidente, o parágrafo 1º do artigo 7º da Lei 9.504/97 encerra período mais consentâneo com a ordem natural das coisas, ao prever o prazo de até 180 dias antes das eleições como proibitivo para a concessão do aumento.

Marco Aurélio acha que o aumento às vésperas da eleição tem por objetivo claro “a obtenção da simpatia da grande parcela de eleitores formada pelos servidores públicos".

Após o julgamento, o ministro Marco Aurélio explicou aos jornalistas quais as conseqüências do descumprimento da orientação da Justiça Eleitoral: "O que temos no artigo 73 (da Lei 9.504/97) é a conduta vedada, que tem conseqüências jurídicas: a multa, e até mesmo a cassação do registro ou do diploma", disse o ministro.

‘entonces’

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva pode ter cassado o registro de sua eventual candidatura à reeleição caso se confirme que a revisão salarial no serviço público, determinada pelo governo no mês passado, tenha ultrapassado os níveis da mera recomposição do poder aquisitivo dos trabalhadores.

Confirmada a ilegalidade, a anunciada candidatura de Lula fica sujeita a impugnação e anulação.

‘Na alça de mira: Revisão salarial de servidores põe em risco candidatura Lula’ consultor jurídico

será?

Bush se reúne com a UE em Viena sob a sombra incômoda de Guantánamo

Os Estados Unidos e a União Européia têm em Viena a sua cimeira anual na atmosfera mais pacífica que se tem notícia. A situação no Iraque e o possível encerramento da prisão de Guantánamo marcarão a reunião entre Bush e os chefes europeus. noticias.ya

México: nem tudo é Copa do Mundo

"o caldeirão está fervendo e quem conhece a história mexicana sabe que debaixo dos sombreros existem olhos vigilantes, à espreita. Muitas vezes, a aparente calmaria só esconde um vulcão prestes a explodir. Quando um povo é submetido sistematicamente a uma violência sem trégua, pode até tardar, mas ele se rebela. O México moderno é reduto de empresas maquiladoras, que exploram e esgotam a vida das gentes e da natureza, é campo de batalha de camponeses e povos originários em luta por terra, trabalho e dignidade. O povo mexicano vai saber responder à violência da base de sua histórica altura". O México, as eleições e os desafios do povo. Elaine Tavares

Foto: Carlos Ramos Mamahua: Mérida, Yuc. Rito ceremonial efectuado en el mitin del candidato Andrés Manuel López Obrador, candidato a la presidencia de la República por la coalición Por el Bien de Todos, en su cierre de campaña en este estado. 18 de junio de 2006. La jornada

'volver'

Salvo na Colômbia, onde ainda há uma guerra civil em curso, permanece a falta de clareza quanto ao papel das Forças Armadas sul-americanas no século XXI. No passado, esses Exércitos se arrogaram o papel de guarda pretoriana das oligarquias, poder moderador ou ditadores puros e simples, além de protagonizar lutas fratricidas fúteis ou catastróficas e sonharem com conquistas territoriais e revanches contra seus vizinhos. Mais tarde viram-se como guardiões da civilização ocidental na Guerra Fria entre as superpotências.

Esses papéis ficaram obsoletos com o fracasso econômico e político das ditaduras militares, a globalização e a ascendência dos EUA à condição de superpotência única. Washington quer as Forças Armadas como policiais do narcotráfico e do terrorismo a seu serviço e sob sua doutrinação. Em alguns países, como o Paraguai, essa perspectiva não é vista pelos militares com maus olhos, mas a apropriação militar de funções civis, seja para tais tarefas policiais, seja em atividades mais construtivas, é um risco para as instituições civis e o futuro da democracia.

Por outro lado, se for concretizado o tão desejado clima de cooperação latino-americana, a função clássica de defender o território contra os vizinhos fará pouco sentido. Cooperação contra o quê? As ameaças do Norte, talvez? No essencial, o futuro das Forças Armadas neste continente continua mal definido. QUESTÃO DE ORDEM: A Argentina enfrenta uma questão mal resolvida na América Latina: os militares Por Antonio Luiz Monteiro Coelho da Costa carta capital

personagens de pesquisas: outra novela

Tudo bem, novela é por natureza uma obra de ficção. Porém, a ficção deveria ficar restrita a personagens, nomes e enredo. Ao desvirtuar nas novelas o caráter de profissões ou de práticas profissionais, o autor no mínimo considera Homer Simpsons toda a imensa audiência que assiste à televisão. E essa "maciça ignorância homogênea" do brasileiro simplesmente não existe. É ficção da cabeça dos autores de novelas.
PERSONAGENS DE NOVELA: Enorme abismo entre ficção e realidade (Cobras & Lagartos) Por Walland Silva em 20/6/2006
tem + + +
O alerta é de Silvio de Abreu e está nas páginas amarelas de Veja desta semana (edição 1961, ano 39, nº 24). Louvem-se as perguntas do entrevistador Marcelo Marthe, que foi sem mais delongas a temas muito pertinentes. Começa com a constatação de que a novela Belíssima "chegou ao sucesso com personagens que são bastante ambíguos" e pergunta ao autor da trama por que, tendo fracassado outras vezes com personagens semelhantes, desta vez deu certo. Resposta de Sílvio de Abreu: "Como sempre acontece na Globo, realizamos uma pesquisa com espectadoras para ver como o público estava absorvendo a trama e constatamos que uma parcela considerável delas já não valoriza tanto a retidão de caráter". E conclui a primeira reposta assim: "A moral do país está em frangalhos".
... Se Silvio de Abreu estiver correto em seu diagnóstico, a situação do Brasil ficou preocupante: os personagens que até então lutavam bravamente ao lado do Bem, na eterna luta contra o Mal, tornaram-se enfadonhos para o público, que agora passou a endossar as falcatruas e desonestidades, até então atos moralmente reprováveis. CAMPEÃ DE AUDIÊNCIA: Belíssima mostra sociedade feiíssima. Por Deonísio da Silva em 20/6/2006 Observatório da Imprensa
Tostines: as pesquisas alimentam a ficção ou a ficção alimenta as pesquisas?

cozinha mineira

Diante da possibilidade de perder a convenção no PMDB para o ex-governador Newton Cardoso, o ex- presidente Itamar Franco mudou o discurso. Segundo o deputado federal Marcello Siqueira, um dos braços direitos do ex-presidente, a pré-candidatura de Itamar ao Senado não está relacionada exclusivamente à coligação do PMDB com o PSDB. Não é descartada a candidatura, mesmo com a aliança formalizada com o PT.

... O itamarista Marcello Siqueira lembrou na terça-feira que o ex-presidente “sempre conversou com o PT, foi o primeiro governador a apoiar o presidente Lula na eleição passada e jamais associou a sua pré-candidatura a este ou aquele partido”. Ele explicou que Itamar nunca escondeu a boa relação que mantém com o Aécio Neves, mas ressaltou que também nunca disse que somente seria candidato ao Senado na chapa do governador.

... Uma fonte próxima ao governador Aécio Neves revelou na terça-feira que se Itamar for indicado ao Senado com o apoio do PT, o PSDB poderia indicar um candidato apenas para marcar posição, pois acredita que o acordo branco com Lula poderia ser feito com Itamar, o que foi confirmado por outra fonte do comando da campanha do PT. “O mesmo acordo branco entre Aécio e Lula poderia ser feito entre Itamar e Aécio. Um pacto de neutralidade no início da campanha, que com o tempo, vai se transformando em apoio explícito”, brincou ele. Portal uai ‘Itamar agora tenta chapa com petistas’

junho 20, 2006

ficando ou

O PPS decidiu não formalizar coligação com o PSDB, mas aprovou, em convenção realizada ontem, no Rio de Janeiro, oferecer apoio “firme e decidido” ao candidato tucano à Presidência da República, Geraldo Alckmin. ... A incoerência do discurso não esconde o real motivo de Freire ter desistido de levar adiante sua candidatura. O que pesou mesmo, além das pressões dos diretórios regionais por causa da verticalização, foi a constatação de que corria o sério risco de terminar em último lugar na corrida presidencial.

...ou a velha amizade colorida

crescimento chinês: 'allegro, ma non per molto tempo'

Quando se fala no cruzamento de crescimento e distribuição de renda, a literatura econômica, inclusive a mais recente, tem bons exemplos para todos os lados. Há casos de economias que crescem rápido com má distribuição e de outras que crescem pouco – ou nem crescem – com redução das desigualdades, sem falar nas diversas combinações possíveis entre esses dois extremos, todas comprováveis em situações empíricas.

O Brasil, que é o caso emblemático mundial de desigualdade social – como a África do Sul é o caso emblemático de discriminação racial e a Índia, de pobreza –, se candidata a acrescentar uma combinação pouco usual aos abundantes estudos sobre o tema. No Brasil dos primeiros anos do século 21, mesmo com queda na renda per capita, a desigualdade diminuiu. O paradoxo está devidamente destrinchado num trabalho recente do economista Marcelo Néri, chefe do Centro de Políticas Sociais, da FGV-Rio, em associação com dois pesquisadores do International Poverty Centre, da ONU, acessível em www.fgv.br.

...Além de fulminar tão conhecidas e insistentes tentativas “científicas” de negar os óbvios benefícios dos programas sociais afirmativos, o estudo da FGV tem a inestimável vantagem de deixar sem argumentos quem quiser aparecer como dono da boa novidade da redução das vergonhosas desigualdades brasileiras. Se, como prova o estudo, os efeitos sociais positivos das políticas de transferência aceleraram com Lula, a base para isso veio de antes, dos tempos de FHC. Data de 1998, por exemplo, a decisão pró-pobres de garantir reajustes maiores aos benefícios previdenciários das faixas mais baixas.

O problema é que, sem mudar o desenho com que foram concebidos lá atrás, quanto mais os programas sociais avançarem, mas curto será seu fôlego. É possível reduzir desigualdades sem crescimento, mas não para sempre. Enquanto as despesas com juros consumirem a melhor parte dos esforços fiscais, restringindo o crescimento, os limites para a expansão dos gastos sociais serão lamentavelmente estreitos.

“Mais com menos” por José Paulo Kupfer nomínimo

Congresso vazio

Levantamento mostra que 241 dos 513 deputados faltaram a pelo menos uma das sessões da semana passada. Senado não divulga lista

Nem mesmo a ameaça do presidente da Câmara, Aldo Rebelo (PCdoB-SP), de cortar o ponto dos faltosos foi capaz de convencer a grande maioria dos deputados a se deslocar até Brasília numa semana entrecortada por jogo do Brasil na Copa e feriado de Corpus Christi. Levantamento feito pelo Congresso em Foco a partir da página da Câmara na internet revela que 241 (47%) dos 513 deputados faltaram a pelo menos um dos dois dias do esforço concentrado convocado por Aldo para limpar a pauta (veja a lista completa). Um em cada três deputados (169) acabou emendando todo o feriado e não compareceu a nenhuma das sessões reservadas às votações semana passada.

O silêncio do Senado

O Congresso em Foco tentou fazer o mesmo levantamento no Senado, onde o presidente Renan Calheiros (PMDB-AL) também ameaçou cortar o ponto dos parlamentares que faltassem às sessões da semana passada, mas esbarrou em uma série de dificuldades para ter acesso a essas informações públicas.

Procurada pela reportagem, a Secretaria Geral da Mesa informou que só poderia liberar a lista dos ausentes mediante a autorização do presidente da Casa ou do secretário-geral, Raimundo Carreiro, o que não ocorreu. Outra alternativa apontada: esperar pela publicação da lista de freqüência no Diário Oficial do Senado, que "deve sair em cinco dias". O esforço concentrado convocado por Renan na semana passada fracassou. No plenário, nenhum item foi votado, e a pauta continua trancada por seis medidas provisórias.

última leitura

Primeira Leitura, site e revista, encerra hoje a sua trajetória. Mas, como se dizia naqueles tempos em que a disputa política era coberta pelo véu diáfano (Eça!) da fantasia, “a luta continua”. Daqui sairão novos projetos porque seus profissionais levam consigo o muito que já tinham e o tanto que aprenderam. Cada uma das notáveis pessoas que fazem os dois veículos sai daqui mais sábia do que quando entrou. Por uma boa e simples razão: todos soubemos aprender com o trabalho do outro.

Isso tudo revela, desde sempre, os responsáveis pelo que houve e pelo que há: nós! Reinaldo Azevedo e Rui Nogueira escolhemos esse caminho, e olhem que coisa: não seria o caso de recuar um só milímetro. Justamente porque não depende da boa vontade de estranhos para existir, Primeira Leitura fecha. Justamente porque nunca foi outra coisa que não um projeto jornalístico, Primeira Leitura chega ao fim. Justamente porque jamais esteve atrelada a um partido e sempre se financiou no mercado, Primeira Leitura escolhe fechar.

... Primeira Leitura conseguiu ter uma cara, um perfil, uma visão de mundo, uma inteireza, sem, no entanto, ser uma igreja de pensamento. Ao contrário: sua maior virtude sempre foi essa unidade na pluralidade das pessoas que faziam os dois veículos. Cada um de nós sai daqui para tocar os seus projetos como pessoas maiúsculas, movidas a paixão, não a chiliques insondáveis da chefia; mobilizadas pelo senso de dever, não pelo terror idiossincrático de “quem manda”; estimuladas pelo respeito intelectual, não por rituais farsescos de humilhação tão comuns em redações e quartéis.

Quando se encontrar no currículo de um profissional a informação de que trabalhou em Primeira Leitura, que se saiba: está ali uma pessoa comprometida com a qualidade. Ela ajudou a fazer o site de política e economia mais visitado do Brasil e a revista que muita gente boa considerava a melhor do país. Os dois veículos chegam ao fim inteiros. Para se multiplicar. Sobre fim e recomeço Por Reinaldo Azevedo e Rui Nogueira

Pôxa! vou ficar sem meu ‘limão’ diário: é azedo mas vitaminado! A gente discorda de muitas das idéias, porém não se pode negar o mérito de que são bem defendidas.

decolando

Nova diretoria da Varig deve tomar posse nesta terça

Os novos proprietários da Varig Operacional se reúnem nesta terça-feira no Rio com os antigos donos e, em seguida, elegem a nova diretoria da empresa que tomará posse imediatamente. A proposta dos Trabalhadores do Grupo Varig (TGV) de compra da empresa foi homologada pela Justiça nessa segunda-feira. A reunião será realizada pela manhã, no edifício-sede da Varig, no centro do Rio.

Na segunda-feira, o juiz Luiz Roberto Ayoub, da 8ª Vara Empresarial do Rio, aprovou definitivamente a venda da Varig ao consõrcio Trabalhadores do Grupo Varig (TGV), que reúne entidades de funcionários.

superavit

junho 19, 2006

com fumaça

O presidente do TSE, Marco Aurélio de Mello, julgou pedido do governo federal para veicular, entre os meses de junho e julho de 2006, campanha publicitária destinada a combater o manejo indevido de queimadas próximas de linhas de transmissão e subestações de energia elétrica.

O ministro Marco Aurélio de Mello "negou autorização para a publicidade, entendendo que não se trata de caso de grave e urgente necessidade pública".

Na justificativa do pedido, o governo federal esclareceu que desenvolve a campanha "Queimadas" há 12 anos e que a mesma teria caráter de utilidade pública, com a finalidade de prevenir danos causados pelas queimadas próximas às suas redes de transmissão de energia, pois a prática de queimadas próxima a estes locais traz grandes problemas para a população.

... gostaria de saber em que se baseou o ministro para negar o pedido. Por que ele acha que essas queimadas, que podem danificar torres de transmissão de energia, não são um perigo para a população? Será que a campanha, que é realizada há 12 anos (portanto, desde governos anteriores), em anos eleitorais inclusive, é apenas para beneficiar a candidatura do presidente Lula?

TSE impede campanha contra 'queimadas' . Blog do Mello

Seria interessante convidar o Senhor Ministro para conhecer o interior brasileiro onde, nesta época do ano sem chuvas e com capim seco, o fogo se alastra rapidamente. E, mais, existem os balões juninos caindo por aí...

sem fumaça

Katharine Jefferts Schori

bispo da diocese episcopal Nevada, foi eleita número um da Igreja americana.

AP Photo/Jay LaPrete

mercado

Bill Gates vai deixar de comandar dia-a-dia da Microsoft: ações caem 1%
Mercado detesta filantropia! Para os pobres, só Xepa!

exemplo para outros ricos

O presidente da Microsoft, Bill Gates, 50, afirmou que vai deixar de comandar o dia-a-dia da companhia até 2008 para se concentrar em atividades de caridade da Bill & Melinda Gates Foundation. Ele, entretanto, permanecerá como presidente da maior empresa de softwares para computadores pessoais do mundo.
... Gates e Paul Allen fundaram a Microsoft em 1975. A companhia cresceu com a popularização do sistema operacional Windows em computadores pessoais e também com o desenvolvimento de uma enorme variedade de softwares.
Em 2000, Gates deixou de ser presidente e chefe-executivo da empresa. Nesse mesmo ano, o presidente da Microsoft criou com a mulher a Bill & Melinda Gates Foundation, que hoje tem cerca de US$ 29 bilhões em ativos.

mundoinfo

Guiada pela crença de que cada vida tem o mesmo valor, a Fundação Bill & Melinda Gates, situada em Seattle, trabalha com o objetivo de reduzir as desigualdades e tornar melhor a vida em torno do mundo. Em países em desenvolvimento, seu foco é a melhoria da saúde, a redução da pobreza extrema. Procura assegurar que todos os povos tenham o acesso à boa instrução e à tecnologia em bibliotecas públicas. Em sua região local, focaliza a melhoria de vida de famílias de baixa renda.

Foto: Gates Foundation

junho 18, 2006

notizie brevi

Piú d`un milione per Orgoglio gay

18.06.06 - Oltre 1 milione e 200mila persone hanno partecipato, a San Paolo, alla sfilata dell`Orgoglio gay. I partecipanti hanno dato il via all`evento al grido `la Paulista é nostra`, in risposta a chi lo vorrebbe altrove. Oltre ai colori arcobaleno molto spazio anche al verde-oro della Seleção. Chiudi

de volta ao passado

A eleição para reitor da Universidade Federal de Juiz de Fora mostrou a debilidade do dito processo democrático na escolha de tal figura. Um candidato de direita, gastando dinheiro a rodo, com caixa dois, ligado a grupos no mínimo suspeitos, ele próprio mero robô, incapaz de andar e falar ao mesmo tempo foi eleito pelo voto diferenciado dos servidores públicos. Perdeu entre os estudantes e os professores.

‘Seres ou Reses - Democracia para quem e para quê?’ Laerte Braga (Jornalista nascido em Juiz de Fora)

Timor

“não existem aliados nem alianças permanentes, só interesses permanentes”

Se alguém acreditasse na versão oficial, a entrada das tropas da Austrália em Timor Leste dever-se-ia aos mais nobre motivos. Estão ali simplesmente para restaurar a paz e a estabilidade após o colapso da autoridade do governo. Mas esta ficção política foi desmascarada pelos acontecimentos dos últimos dias, pela luta pelo poder que iniciou a crise e que a trouxe à superfície.

A intervenção do governo de Howard nada tem a ver com a proteção dos interesses do povo de Timor Oriental. O objetivo é produzir uma "mudança de regime" substituindo o governo do primeiro-ministro Mari Alkatiri por uma administração mais em consonância com os interesses australianos. ‘Porque a Austrália quer uma mudança de regime em Timor Oriental’ Nick Beams (Analista político australiano)

que tal 'copiar'?

"Dentro da Constituição, tudo. Fora dela, nada!" afirmou o presidente da República Bolivariana da Venezuela ao anunciar que serão revistas as concessões de exploração dadas pelo Estado venezuelano a emissoras de TV e rádio. Muitas delas vencem no próximo ano.

O presidente Chavez mencionou, como prova da vontade democrática da Revolução Bolivariana, o diálogo mantido com as empresas de comunicação que participaram ativamente no golpe de Estado de 2002.

"Naquela altura poderíamos ter retirado as concessões, mas preferimos o diálogo – mas há alguns que nunca quiseram", acrescentou o presidente Chavez.

Grande parte dos media venezuelanos, hoje profundamente desmoralizados, atuam como agentes do imperialismo: espalham desinformações, provocações, calúnias, apelos ao golpe e até mesmo ao magnicídio (assassínio do chefe de Estado).

Conclui Chavez: "Temos que proteger o nosso povo e a unidade nacional contra a guerra psicológica para dividir a nação, debilitá-la e destruí-la. Estes media são cavalos de Tróia dentro de casa".

Venezuela Avança Contra o Inimigo Interno

junho 17, 2006

melhor jogo

no forno

Esquenta a disputa no PMDB

Divididos entre fazer coligação com petistas ou com tucanos, os peemedebistas realizam na segunda-feira a reunião da Executiva estadual que vai organizar a convenção, marcada para 30 de junho. O encontro marca o início de um combate que deverá se estender até o fim do mês. Enquanto parte da bancada estadual defende a aliança com o PT e o nome do ex-governador Newton Cardoso para a vaga ao Senado na chapa de Nilmário Miranda, deputados federais querem a parceria com o PSDB e emplacar a indicação do ex-presidente Itamar Franco para senador ao lado do governador Aécio Neves, que tenta a reeleição. A possibilidade de acordo foi descartada, na sexta-feira, pelos dois grupos, que aproveitaram o feriado para intensificar a campanha entre os convencionais peemedebistas.

portal uai

luto

Bussunda morre na Alemanha e o 'escracho' fica sem graça

ameaças & ameaças

SP: Ameaça de megarrebelião deixa sistema prisional alerta

Uma ameaça de nova megarrebelião coordenada entre as unidades prisionais paulistas colocou em alerta o sistema prisional do estado nesta sexta-feira. Os detentos das penitenciárias de Araraquara, Mirandópolis e Itirapina estão rebelados e há informações, ainda não confirmadas, de que haveria motins também no Centro de Detenção Provisória de Rio Preto e na Penitenciária de Martinópolis.

Na Penitenciária 1 de Mirandópolis, os detentos fizeram 6 reféns e arrancaram as portas das celas. Dez funcionários estão em poder dos presos em Araraquara e, na Penitenciária 2 de Itirapina, os detentos mantêm 3 reféns e destruíram a cadeia.

Segundo fontes do sistema prisional, o levante é em solidariedade aos presidiários transferidos no mês passado para Penitenciária 2 de Presidente Venceslau. Eles estariam de castigo, sem banho de sol e sem receber visitas. portal uai