outubro 31, 2006

abre o olho Brasil!

Civita e o governo

Engana-se quem aponta a edição de livros didáticos como o centro das pendências da Abril com o governo federal. Roberto Civita, boss da editora, mira em negócio muito mais fabuloso, a internet sem fio. Especialistas falam em centenas de milhões de reais. Outros, em bilhão.

(...) Em tempo: os principais negócios do grupo sul-africano Naspers, que comprou 30% do capital da Abril por 422 milhões de dólares, são tevê por assinatura e, vejam só, internet. Mino

Vergonhosa, perigosa e até criminosa (principalmente do ponto de vista da Segurança Nacional) a notícia de que a Telefônica está negociando a compra de 49% da TVA, do Grupo Abril.

Muitos equívocos que devem invalidar a negociação.

1 - Da Espanha, portanto multinacional, não deveria controlar telefones. (Como a empresa da França não devia controlar a Light).

2 - Televisão é importante demais para pertencer a grupos de fora.

3 - A lei permite (isso agora) a posse de 30%. 49% é um absurdo, e além do mais, ilegal. E o debate, na campanha, sobre PRIVATIZAÇÃO?

Helio Fernandes

Nenhum comentário: