fevereiro 25, 2007

golpe do seqüestro

fui também vítima deste golpe. O mal estar é indescritível. Mantive ‘sangue frio’ por estar em companhia de um amigo que pegou o fone para entreter os bandidos enquanto eu localizei meu parente, que estava bem.

Avisei à polícia e anotei o número registrado pelo identificador de chamadas.

Resta-me pagar a conta da ligação interurbana ‘a cobrar’.

As companhias telefônicas deveriam cooperar dificultando a venda dos cartões.

Sempre me posicionei a favor de um tratamento mais humano aos presos, a favor da liberação da droga e a favor de uma mudança no modelo econômico concentrador da renda e excludente.

Com o susto causado pelo Golpe do Seqüestro passei a desejar que os bandidos sejam recrutados pelas instituições humanitárias para atuar em zonas de guerra. Quem sabe se tornam menos cruéis?

Nenhum comentário: