dezembro 20, 2015

silêncio




nada se perde, tudo se transforma


Este tronco seco sería retirado, pero ahora es salvado :) ViralMega.com
Posted by Macumba Viral on Quinta, 10 de dezembro de 2015

dezembro 19, 2015

STF: OS VOTOS DE NATAL (cordel)

Dona Dilma aliviada
Adiou sua agonia
Supremo deu a brecada
No processo que corria
Por artes de um desafeto
Que sua queda urdia.

Com a base espatifada (*)
Impossível governar
E seu Vice na ‘calada’
Ajudava a bagunçar
Aliciando a bancada
Pra botá-lo em seu lugar.

E o povo fez manifesto
Defendendo a Presidente
Mas incluiu no protesto
Uma mudança urgente
Ela respondeu ao gesto
Demitindo seu Gerente.

Saiu Levy rapidinho
(um bom moço, por sinal)
Desimpedindo o caminho
Pra entrada do rival
E calar o burburinho
Lá no Planalto Central.

O País entra em recesso
Já vem chegando o Natal
E nossa Ordem e Progresso
Só depois do Carnaval...

(*) de Patifes mesmo
BOAS FESTAS

outubro 02, 2015

O SHOW DEVE CONTINUAR - cordel



Dona Dilma, quem diria?
Abriu mão do seu mandato
Deu a Lula garantia
Pra ele mandar de fato.
Sem ter jogo de cintura
Pra manobrar o Congresso
Livrou-se logo da agrura
E entrou já em recesso.

O barbudo é bem sabido
Bom de lábia, o malandrão,
Agradou o seu partido
Evitando oposição.
A mudança já se vê
Os nomes não são mistérios
Colou todo o PMDB
Nos melhores ministérios.

Sempre prezou aliança
Com tal longevo parceiro
Sua própria governança
É o motivo primeiro.
Dona Dilma chateada
Deve estar, eu não receio,
Até a Dilma Bolada
Acabou com seu recreio.

Não é boato e sim, fato,
Que o Cunha escondia
Dinheiro do propinato
E disso Lula sabia;
O Renan também suspeito
(não é denúncia vazia)
No Senado dá seu jeito
Cozinhando em água fria.

Salva a governabilidade
Nesta Nação altaneira
Cumpre dar prioridade
Para a crise financeira
Levy só pensa em imposto
Lula em outro encarregado
Que não nos dê mais desgosto
Com um salário minguado.

E assim nosso Gigante
Um pouco atordoado
Depois de dormir bastante

Parece ter acordado.

setembro 24, 2015

PARA A ALEGRIA DA GALERA - cordel



Dona Dilma, enfim, cedeu.
Ante a crise cá instalada
Céus e terra ela moveu
Junto à base alinhavada.
Tratou de fazer reforma
A começar pela casa
E adotando por norma:
“Se votar contra ele vaza”...
Resolveu ficar de boa
Com o seu velho camarada
Que sabido lhe perdoa
Tê-lo largado na estrada.
E assim esta novela
Da crise de governança
Traz para o centro da tela
O arauto da esperança.
Porém nem tudo é perfeito
Neste cenário de luz
Lava-jato, pelo jeito,
Ao desgoverno conduz.
É tanta gente implicada
Na lista da Delação
Que a tal base aliada
Pesa mais que a Oposição.
Entre mortos e feridos
Sobressai a Economia
Tantos erros cometidos
Deixa o PIB em agonia.
O Tesouro, pra desgosto
De nossa população,
Vai exigir mais imposto
Pra alimentar o Dragão.
Mas nem tudo está perdido
Neste mundão sem porteira
Futebol tá garantido.
O resto, pura bobeira...
















setembro 22, 2015

reflexões



delícia é o ócio, escolher o que fazer, excluir o incômodo, rir e chorar de si mesma. A vida é uma Slackline!











AO PÉ DO OUVIDO - cordel

  
Dona Dilma, em que enrascada
A senhora se meteu
Com esta base aliada
Seu projeto se perdeu;
Não ouviu o seu padrinho
Um estilo quis provar
Traçou seu próprio caminho
Que num buraco foi dar...
Por sempre bancar durona,
Teimosa e arrogante
Deixou o país na ‘lona’
Provocando um ‘tsunami’;
A trindade que a rodeia
Fala língua diferente
Mais imposto alardeia
Furando o bolso da gente;
Cortar gastos de custeio
Com gente inoperante
Talvez seja o melhor meio
De emagrecer o Gigante,
Por outro lado, El Congresso
Só olha o próprio umbigo:
O centro do Universo.
(O atual inimigo)
Toma lá - dá cá sempre foi
Um jeito de governar,
Mas agora esse ‘boi’
O carro não quer puxar.
E o ‘lava-jato’ insistente
Com seu ‘moro’ de atuar
Vai esticando a corrente
Sem prazo para acabar;
Prendeu chefinho e chefão,
Lobista e mensageiro;
Na lista da Delação
Todo mundo é companheiro;
Dona Dilma, que sufoco!
Como pode se safar?
Não faça ouvido mouco
E deixa o Lula mandar.










brejo city


setembro 05, 2015

PORTO DA SALVAÇÃO um Cordel


Caída num enrascada
Cujo final não se vê
A nossa Dilma emBolada
Dá as caras na TV.
Ora toma uma medida
Ora ela volta atrás
Num imbróglio está metida
A teimosa contumaz.
Pulou do barco seu Vice
Embora fosse o ‘Imediato’
No meio do ‘disse-não disse’
Da operação Lava-jato.
Com a Base desarrumada
Como a tal Oposição
Dona Dilma é pressionada
A responder à Nação.
Como tapar o buraco
Em que ela nos meteu?
Nem Lula quer dar ‘pitaco’
No rumo que ela escolheu.
Dom Joaquim na Economia
Muito sapo engoliu
Já se mandou pra Turquia
Onde refúgio pediu.
Nosso Gigante acordado
Padece de um pesadelo
O sonho que foi sonhado
Não passava de modelo.
Mas nem tudo está perdido,
Na praia não morreremos
Sem depender de Partido
A um porto chegaremos.
E não é Porto Seguro
Como o que Cabral chegou
Tampouco Porto Maduro
Onde o vizinho afundou.
Será o porto das flores
Com bandeiras coloridas
Onde não há senhores
Apenas os salva-vidas!





setembro 04, 2015

a política do Ministro

fugindo do conflito de interesses


o naufrágio da humanidade


"Humanity washed ashore" - #KiyiyaVuranInsanlik - went viral after a drowned Syrian toddler's photo became a symbol of the refugee crisis sweeping Europe.
Posted by AJ+ on Quarta, 2 de setembro de 2015

setembro 01, 2015

minha modesta colaboração para tirar o Elefante deficitário do buraco:





Os políticos do Congresso Nacional, Magistrados, Ministros, Escalões secundários e terciários deveriam ter suas mordomias e privilégios contingenciados (cortados) provisória ou temporariamente; bem como ter seus proventos diminuídos em 10% ou 20%, como ocorre com os metalúrgicos, mas Sem a Diminuição da carga horária semanal de trabalho (porque já trabalham pouco) ‪#‎ficaadica‬.

orçamento da União para 2016



uns e outros


hilário

seria trágico se não fosse cômico


cpi da Petrobrás

acompanhar a sessão da CPI pela GNews é uma boa chance de conhecer algumas 'vossas excelências' que habitam o Congresso Nacional, mas ouvir os comentaristas e os críticos da emissora com seus 'palpitecos' e interpretações é um espetáculo à parte ...



maio 02, 2015

Gentileza gera Gentileza ... nem sempre!

Na fila de pegar o pão, ao terminar de ensacar meus douradinhos passei a pinça á pessoa atrás de mim - delicadeza que faço sempre nestas circunstâncias - porém essa pessoa 'arrancou' o instrumento de minha mão ... nem agradeceu meu gesto. eu simplesmente disse: - de nada! 

Obs. a pessoa não era jovem, sem chance de mudar de comportamento

abril 28, 2015

Medida Improvisória - um dueto

imagem google

Ela não fará discurso
Em cadeia nacional
Seguirá com seu percurso
Pela rede social:

          “NA TV O QUE EU FALO
           NO JORNAL SAI DIFERENTE
           MINHA IMAGEM VAI PRO ‘RALO’
           NÃO HÁ CRISTO QUE AGUENTE! ”

Com muita gente envolvida
Com tanta corrupção
Decidiu ser precavida
Evitando exposição.

Por isso, trabalhador
Escolheu usar a ‘teia’
Pra evitar dissabor
Não fala mais em ‘Cadeia’.

          “NO FACEBOOK EU ME EXPRESSO
          TENHO SITE PESSOAL
          E DEIXO PARA O CONGRESSO
          A CADEIA NACIONAL”.

daguinaga

abril 21, 2015

a lagarta

Cartinha para Joaquim José - o Alferes

Brasil 21 de abril

Estimado Joaquim José


os maus te enforcaram e os bons, em teu nome,'enforcam' a semana inteira.

o nome do feriado de Tiradentes - Inconfidência Mineira' não é correto, foi uma conspiração, concorda? uma conspiração mineira; inconfidência foi o que fez o Silvério dos Reis, um 'traíra'.
A coisa aqui tá feia, uma 'Derrama' disfarçada, uma quantidade de impostos e taxas que é um 'sufoco'... inventaram um tal 'superavit primário que faria você conspirar de novo (se fosse possível, né?), a receita da União tem despencado e a inflação chegou aos picos.
Descanse em paz, Herói da Pátria e não fique chateado com o povinho brasileiro que adora feriado de meio de semana (os cariocas este mês ganharam até dois: o seu e o do Jorge (o Santo, não o Jorge da novela Salva Salve)
A safra de Heróis da Pátria tá ruim; nada se planta nesta terra que tudo dá, como disse o Pero Vaz;  mas a safra de corruptos tá boa à beça, embora tenha muito trigo no meio de tanto joio, uma lástima.
E, como no seu tempo, a elite continua dando as cartas mas o povão tá ficando mais esperto com a Internet Banda Larga via celulares (isto é papo pra outra carta). 

Fique com os Seus.

Carinhosamente,

Eu

fevereiro 21, 2015

falando aos meus botões:

A quem culpar pelos problemas do nosso cotidiano?

imagem google


Presidente tem um só - hoje uma Presidenta (o Vice é coadjuvante)
81 senadores, que representam as 27 unidades federativas (26 estados e o Distrito Federal)
513 Deputados federais
27 Governadores estaduais inclui o Distrito Federal (os vices são coadjuvantes)
27 Assembleias legislativas com seus deputados estaduais cujo número é de acordo com o número de habitantes de cada estado
Distrito Federal tem sua câmara legislativa, com 24 deputados distritais
5 570 prefeitos dos 5 570 municípios do território nacional (os vices também coadjuvantes)
As Câmaras municipais com seus Vereadores cuja número também é de acordo com o número de habitantes do Município

São 11.790* cabeças pra levar pancada, né?
por que apenas UMA deve apanhar?

*2+ 81 + 513 + 54+ 11.140 = 11.790

Obs. incluindo os vices e excluindo do cálculo os deputados estaduais e vereadores, bem como os escalões superiores e inferiores


O Poder Judiciário é assunto para outra ocasião

A Suíça é um Paraíso


a fraude fiscal no HSBC

leia 

fevereiro 16, 2015

leituras


concluí a leitura do Rottweiler Amoroso - como é o estilo do autor, 'taca-lhe pau' doa a quem doer ... já comecei a ler o outro livro: Esquerda Caviar, de Rodrigo Constantino ... outro tipo 'taca-lhe pau'. Adoro ler os escritores mordazes mesmo não concordando com suas observações e/ou objeções...

fevereiro 14, 2015

bebedeira

eu não sei o que me deixa mais embriagada, ouvir os Barrocos ou beber um litro de cerveja


leituras




concluí a releitura de Melville (Moby Dick) e ganhei mais dois livros; um deles "Objeçõs de um Rottweiler amoroso", de Reinaldo Azevedo (qualquer dia citarei o outro autor) - gosto de ler Azevedo - melhor leitura que bula de remédio, os efeitos colaterais não me impressionam tanto ...

breves, semibreves e mínimas

ela o beijou;
o príncipe voltou ao poço coaxando em êxtase.

uma gota perolada desliza pelo fio;
a aranha desperta maravilhada.

ladram os cães;
a caravana passa sem deixar rastros na areia.

o gume da navalha não fere
cascos que sobre ele bailam.

equilibra-se na corda bamba
o corpo de um enforcado.

pingos nos is
não molham qualquer papel.

a pedra suspensa contempla os rochedos no mar,
um abismo a separa,
não pode rolar aprisionada ao passado.

janeiro 15, 2015

conto contigo



leitura de contos cuja temática é o Carnaval


Cantina do Sendero Luminoso
Juiz de Fora - Minas Gerais


janeiro 10, 2015

opinião

Os cartunistas do Charlie Hebdo estão levando a culpa por seu próprio massacre
Diário do Centro do Mundo





Por que não sou Charlie Hebdo - Je ne suis pas Charlie
(operamundi)

Eu não sou Charlie, je ne suis pas Charlie

Lboff

consternada



Uma das cenas mais chocantes do ataque é a execução de um policial. R7




#JeSuisAhmed: The Muslim Victim in the Paris Massacre
Why the death of Ahmed Merabet, one of the police officers who was killed in Wednesday's Charlie Hebdo attack, is a vital part of the story in France.
(theatlantic.com)

Muslims in the news only when they're behind the gun
The story of the police officer killed in the Charlie Hebdo attack is no longer in the headlines - why?
(aljazeera.com)