março 19, 2016

Um sonho esplêndido (Cordel)

A coisa tá mesmo feia
Nesse país tropical
E a mídia já alardeia
Ser o juízo final.

Elegeram a Paulista
A Capital do protesto,
A FIESP classicista
A Praça do Manifesto.

Em Brasília a capital,
O grande Palco do drama,
O Congresso Nacional
Desenrola toda a trama.

É um misto de novela,
De comédia e folhetim
Que a cada dia revela
Um argumento chinfrim.

Neste palco grandioso
Atuando outro artista
Em ato audacioso
Grande audiência conquista.

Chamado a assumir
Para o enredo salvar
Nem chegou se exibir
Foi obrigado a calar.

1/2 público se revoltou
Com tal arbitrariedade
Que o drama se espalhou
Contaminando a cidade.

Outra metade aplaudiu
A medida assim tomada
Que Diretor instruiu
Ser novamente ensaiada.

Enquanto a Casa Civil
Mantem o portão lacrado
O nosso belo Brasil
Sonha no berço, acordado.


Nenhum comentário: